E-mail: info@oficinacienciasintra.pt | Tel: (+351) 219 247 730

Charco

Já conhece o nosso charco?

Charco - Ciencia VivaTemos uma grande variedade de espécies que nos permitem realizar diversas atividades, num local onde a Ciência se encontra em harmonia com o meio envolvente.

O charco já serviu de berço a várias gerações de rãs e neste momento alberga também tritões marmoreados.
No espaço envolvente, além de diversos ninhos, dispomos ainda de dois hotéis para insetos.
Venha explorar este pedaço de Natureza connosco.

Temos uma maior variedade de espécies que nos irão permitir realizar muito mais actividades, agora com uma área reservada especialmente para elas, num local onde a ciência se encontra em perfeita simbiose e harmonia com o meio envolvente.

Além de tudo isto, o nosso charco já serviu de berço às novas rãs que nele nasceram,  por isso venha conhecê-las também e ficar a saber mais sobre o percurso que fizemos para ter esta área como a temos hoje.

 

Mais um novo habitante do charco!

Sapo comum, Bufo bufo. Fotos de Marta Alexandre.

Venha desfrutar deste pedaço de natureza connosco.

Espécies colonizadoras do charco (clique aqui para conhecer)

O charco da Oficina da Ciência está a servir neste momento de maternidade à descendência das nossas rãs.

As rãs são anfíbios, do grego “amphi” (duplo) mais “bios” (vida) que significa “vida-dupla”, já que estes animais dividem a sua vida entre dois ambientes: aquático e terrestre.
Parte do seu ciclo de vida ocorre em meio aquático, na fase larvar, e em meio terrestre na fase adulta.

Rã-comum ou rã-verde (Rana perezi) – O período de reprodução começa em Abril, atingindo o pico em finais do mesmo mês. Neste período os machos cantam ruidosamente e perseguem as fêmeas. A fêmea deposita entre 800 e 10.000 ovos em grandes aglomerados flutuantes ou sobre a vegetação submersa, próximo da superfície. O desenvolvimento embrionário dura alguns dias e a larva demora entre 2 a 4 meses a terminar a metamorfose.
(fonte: http://www.charcoscomvida.org/biodiversidade/fauna/anfibios/ra-verde).

Venha visitar-nos e transforme-se num “bio-investigador” ao tentar descobrir onde se escondem os ovos.

Notícias

Os ovos das rãs estão a desenvolver-se, foram avistados os primeiros girinos na Oficina de Ciência de Sintra!

Com o apoio: